Tue
23
Apr
A importância da formação
Image
José Caldeira
Tue
23
Apr

Nesta edição, Piny, Leo e Baronesa – Butterfliesoulflow – orientam um workshop tripartido, que se divide em Corpo Inteiro, destinado a maiores de 55 anos; Corpo Novo, para jovens entre os 8 e os 12 anos e Corpo Pronto, destinado a alunos de escolas profissionais de dança com mais de 15 anos. A formação culmina numa apresentação pública a 29 de abril, dia mundial da dança, celebrado na Praça D. João I, no Porto.

Até ao final do DDD, 12 de maio, serão dinamizados onze masterclasses, orientados pelos coreógrafos Christian Rizzo (França), Jonas&Lander, Pichet Klunchun (Tailândia), Amalia Fernández (Espanha), Tânia Carvalho, Lia Rodrigues (Brasil), Janine Koertge (Göteborgsoperans Danskompani - Suécia), Nayse Lopez & Sónia Sobral (Brasil), Ana Rita Teodoro, Cia Suave (Brasil) e Tao Ye (Tao Dance Theater - China).

Uma fantástica notícia: todas as masterclasses são gratuitos, mediante a aquisição e apresentação do bilhete para o espetáculo do respetivo coreógrafo.


À volta do Foco Brasil, pense em aproveitar o sábado de 4 de maio para conjugar os espetáculos com as atividades paralelas no Meeting Point: o documentário Bixa Travesty, de Claudia Priscilla & Kiko Goifman (Brasil), às 12h00 e o encontro de entrada livre Mulheres Em Te(n)são, às 15h00que junta Alice Ripoll, Lia Rodrigues, Linn Da Quebrada, Sónia Sobral e Nayse Lopez discutindo a arte como arma de resistência.

A decorrer durante todo o festival, o projeto Freaks da Dança, orientado por Magda Henriques, reúne um grupo de pessoas, de diferentes faixas etárias e formações, para assistir aos espetáculos e conversarem sobre essa experiência.

Para inscrições e esclarecimento de todas dúvidas: dddextra@festivalddd.com

Back

newsletter

24 ABR — 12 mAI 2019

Porto

MatosinhoS

Gaia