Qui
26
abril
2018
22:00
Auditório Municipal de Gaia — Gaia
7,50EUR

Voltar

MARCO DA SILVA FERREIRA
BROTHER
Auditório Municipal de Gaia — Gaia
Image
© José Caldeira

O que procuramos juntos através da dança? Um espetáculo sobre a ancestralidade comum e as gerações que estão reminiscentes nos corpos e que sobrevivem à passagem do tempo.

“brother” é uma criação para sete intérpretes, compondo-se através do mimetismo constan- te, gerador de movimento, comportamentos e padrões. Desenvolve-se vocabulário não-verbal que se regenera e se transforma ao longo do tempo através de compromissos ou desbloqueadores que individualmente cada um mani- festa. Surgem e desvanecem pontes móveis entre o agora e o longínquo. À macroescala é uma reflexão sobre he- rança, memória, códigos, e processos de aprendizagem e transmissão. “brother” é também um incómodo bother. Uma tentativa de pulsar comum, uma sensação de pertença e de afeto, um eco de forças externas e, no fundo, uma assumida fragilidade pela constatação de perda e finitude. Um pernoitar por este lugar que se faz fazendo


M/16

Marco da Silva Ferreira é graduado em Fisioterapia e intérprete profissional desde 2008 tendo trabalhado com André Mesquita, Hofesh Shechter, Sylvia Rijmer, Tiago Guedes, Victor Hugo Pontes, Paulo Ribeiro, entre outros. Como coreógrafo estreou-se em 2012 com “Nevoeiro 21” e, desde então, apresentou vários espetáculos. Com “HU(R)MANO” (2014), Marco da Silva Ferreira recebeu o prémio de Jovem Criador Português 2015 e projetou o artista no circuito nacional e internacional. “brother” (2017) é o seu mais recente trabalho. Paralelamente fez assistência coreográfica para espetáculos de teatro e foi assistente artístico de Victor Hugo Pontes.

Direção artística e coreografia Marco da Silva Ferreira • Assistência artística Mara Andrade • Interpretação Anaísa Lopes, Duarte Valadares, Elisabeth Lambeck, Filipe Caldeira, Marco da Silva Ferreira, Max Makowski, Vitor Fontes • Direção técnica e desenho de luz Wilma Moutinho • Música (live act) Rui Lima e Sérgio Martins • Produção executiva Célia Machado • Produção Pensamento Avulso, associação de artes performativas • Coprodução São Luiz Teatro Municipal (PT); Teatro Municipal do Porto (PT); Centre Chorégraphique National de Rillieux-la-Pape / Direction Yuval Pick (FR) • Parceiros (residências) Centro Cultural Vila Flor, O Espaço do Tempo, Quinta do Rio • Apoio à internacionalização República Portuguesa – Cultura, DGArtes – Direção-Geral das Artes • Duração aprox. 1h

newsletter

Porto

MatosinhoS

Gaia