Sáb
28
abril
2018
22:00
Grande Auditório Rivoli — Porto
10,00EUR

Voltar

CARTE BLANCHE/BOUCHRA OUIZGUEN
(Marrocos / Noruega)
JERADA

Estreia Nacional

Grande Auditório Rivoli — Porto
Image
© Helge Hansen

Ó dia, ergue-te! Os átomos dançam
Graças a Ele o universo dança
As almas dançam em êxtase
Sussurro-te ao ouvido onde a sua dança as leva
Todos os átomos do ar e do deserto sabem-no bem, parecem loucos Cada um dos átomos, feliz ou miserável
Enamora-se do sol, do qual nada se pode dizer


— Jalāl ad-Dīn Rūmī —


Como sobreviver num grupo? Esta foi a questão que me ocorreu de imediato, ao observar os dançarinos da Carte Blanche. Depois, tornou-se evidente uma forma circular, que se manteve delineada até ao fim, como se representasse uma intenção autónoma. Descrevendo uma órbita circular em torno do nosso próprio eixo, orbitando outros, girando, rodopiando e rodando até à exaustão ou intoxicação, vol- teando sem cessar. Então, como traçar um rumo, cumpri-lo, desempenhar o nosso papel, manter a concentração e dei- xar-se ser levado neste turbilhão sem princípio ou fim? — Bouchra Ouizguen


M/12

Bouchra Ouizguen é bailarina e coreógrafa, nasceu em Uarzazate, a cidade marroquina às portas do grande deserto. Atualmente, vive e trabalha em Marraquexe, onde tem ajudado a desenvolver a comunidade de dança local e criado diversas apresentações experimentais desde 1998. Recebeu vários prémios enquanto coreógrafa e criou peças para diversos festivais conceituados. Recebeu o prémio de Novo Talento–Coreografia (2010) da Sociedade de Autores e Compositores Dramáticos de França e o prémio especial do júri do Sindicato Profissional de Críticos de Teatro, Música e Dança pela libertadora “Madame Plaza”, onde partilhou o palco com três representantes da tradição de canto e dança cabaré Aïta.


Carte Blanche – The Norwegian National Company of Contemporary Dance Fundada em 1989 em Bergen, com sede no Studio Bergen, a companhia apresenta-se na Noruega e internacionalmente ao longo do ano. O ensemble tem 12 a 15 bailarinos de diferentes nacionalidades, particularmente identificados pela sua forte presença em palco, exigente capacidade técnica e criatividade individual. A companhia trabalhou anteriormente com coreógrafos noruegueses e de renome internacional, e aposta atualmente em artistas que têm um olhar crítico sobre a sociedade, expressando-o através da linguagem da dança.

Direção e coreografia Bouchra Ouizguen • Interpretação Caroline Eckly, Irene Vesterhus Theisen, Noam EidelmanShatil, Guro Rimeslåtten, Olha Stetsyuk, Dawid Lorenc, Mathias Stoltenberg, Harald Beharie, Adrian Bartczak, Timothy Bartlett, Ole Martin Meland, Daniel Mariblanca • Luz Eric Wurtz • Som Bouchra Ouizguen • Música Dakka Marrachkia Baba’s band • Coprodução The Norwegian National Company of Contemporary Dance - Carte Blanche and Compagnie O • Produção Mylène Gaillon • Figurinos Bouchra Ouizguen • Agradecimento Kabboura Aït Ben Hmad • Duração aprox. 1h

newsletter

Porto

MatosinhoS

Gaia