Qui
10
maio
2018
22:00
Auditório Municipal de Gaia — Gaia
10,00EUR

Voltar

CIE. DYPTIK
LE CRI

Estreia

Auditório Municipal de Gaia — Gaia
Image
Bruno Liénard

Quando a emoção se torna num objeto de consumo, o corpo experimenta o grito.

A agitação é generalizada. A tensão sente-se. As palavras ficam por dizer. Confinadas a um corpo moribundo. Já não há razão. Já nada está sob controlo. Bocas estupefatas e mudas não emitem um som. A emoção é demasiado forte. Demasiado violenta. Os corpos é que falam. De forma instintiva. De forma carnal. Gritam. Choram. Hesitam. Riem. A revolta é personificada. Torna-se numa força atraente. Os gestos intensificam-se. O conflito aumenta. Materializa-se. Torna-se intelectual. Os corpos encontram um sentido. O movimento, ficar mais forte, encontrar um ritmo. Até ao derradeiro embate, o deixar ir. As palavras são escritas a giz. Traçam um destino partilhado. Libertam corpos num último fôlego. O grito chega até nós. Audível.

M/12

Cie. Dyptik, fundada em 2012, pelos coreógrafos Mehdi Meghari e Souhail Marchiche, está estabelecida em Saint-Étienne (França). Começou por explorar a questão da identidade, com “En quête” [Inquérito] (2012) e “Dyptik” (2014), e depois passou a abordar o tema da revolta, com “D-Construction” [Des-Construção] (2016), “Dans l’engrenage” [Na engrenagem] (2017) e “Le cri” [O grito] (2018), que aqui estreia mundialmente. Para além do trabalho criativo, a companhia tem desenvolvido muitas iniciativas culturais, entre as quais TRAX, um festival anual surgido em 2014. A companhia defende os valores da partilha, intercâmbio cultural e empenhamento e abre os seus estúdios a artistas e ao público, constituindo uma autêntica plataforma para residências e apresentações.

Direção artística Souhail Marchiche & Mehdi Meghari • Coreografia Souhail Marchiche • Interpretação Lucia Afonso, Valentina Corosu, Toufik Maadi • Luz Richard Gratas • Som Patrick De Oliveira • Cenografia Thomas Collet • Figurinos Juliette Rocher
• Produção Compagnie Dyptik, Maison de la Danse de Lyon, Théâtre de Cusset, CCN Ballet de Lorraine⁄ Ville de Villiers les Nancy, Dance City (Newcastle) • Apoio à criação Région Rhône Alpes, Département de la Loire, Agence nationale pour la cohésion sociale et l’égalité des chances (ACSE), Caisse des Dépôts et Consignations, ADAMI, SPEDIDAM • Apoios L’Échappé Espace culturel de Sorbiers, Onyx (Saint Herblain), Théâtre Albert Camus (Le Chambon Feugerolles), Théâtre Nomade de Casablanca (Marrocos), Teatro Municipal do Porto, TNSJ, Studios de la Cie Los Dedae (Madrid) • Duração aprox. 50 mins

newsletter

Porto

MatosinhoS

Gaia