Sex
26
abril
22:00
Teatro Nacional São João — Porto
16,00 EUR
HENRIQUE RODOVALHO / CIA. PAULO RIBEIRO
Brasil / Portugal
UM ENCONTRO PROVOCADO
Image
Sex
26
abril
22:00
Teatro Nacional São João — Porto
16,00 EUR

newsletter

Quatro bailarinos portugueses e um coreógrafo brasileiro – numa linguagem artística que não expressa a palavra, mas sim o que ela quer ou que não consegue dizer: a dança - enveredam pelo questionamento que atravessa toda a peça e que incide sobre a violência.

Corpos e movimento, que através da sua singular comunicação expõem géneros, níveis e questões inerentes à ausência e à presença dessa violência. A violência no ser, do ser. A violência perpetrada ao mundo, do mundo a cada um. A violência de viver ou de perder a vida. A violência enquanto sentimento humano. Na tentativa, por vezes, ingénua, de procurar ou encontrar uma solução, seja pelo confronto ou pela poesia, quatro bailarinos revelam aos poucos e, inusitadamente, as diferenças entre eles.

HENRIQUE RODOVALHO é coreógrafo, fundador e diretor artístico da Quasar Cia. de Dança. É formado em Educação Física pela ESEFEGO – Escola Superior de Educação Física e Fisioterapia do Estado de Goiás (Brasil), onde iniciou a sua formação em dança como bailarino, em 1985. Estudou e trabalhou também com artes cénicas e produção em vídeo, desenvolvendo até hoje trabalhos que abordam estas linguagens, seja como coreógrafo, diretor de teatro e/ou realizador. Ao longo dos anos, a sua linha de pesquisa baseada na complexidade existencial do corpo e da alma, resultou na criação de inconfundíveis signos, que deram identidade própria à companhia de dança Quasar, alternando momentos de vigor e pungência, humor e simplicidade.


Criada em 1995, a Companhia Paulo Ribeiro é uma companhia portuguesa de dança contemporânea, com um repertório próprio de peças ora criadas e dirigidas por Paulo Ribeiro, seu homónimo, fundador e um dos coreógrafos que esteve na origem do movimento artístico intitulado Nova Dança Portuguesa; ora por outros criadores convidados. Estrutura residente no Teatro Viriato (Viseu, Portugal) desde 1998, é a partir daí que desenvolve a sua atividade de pesquisa, de criação, de produção e de difusão; assim como de formação. Atualmente, a Companhia Paulo Ribeiro é dirigida pelos coreógrafos e bailarinos António Cabrita e São Castro.


Coreografia, Cenografia e Desenho de Luz Henrique Rodovalho • Música Dawn of Midi, Ryuichi Sakamoto, Silva • Interpretação Margarida Belo Costa, Miguel Oliveira, Miguel Santos, Teresa Alves da Silva • Fotografia António Cabrita • Produção Companhia Paulo Ribeiro • Coprodução Teatro Viriato e Teatro Nacional São João • Duração aprox. 1h


24 ABR — 12 mAI 2019

Porto

MatosinhoS

Gaia